20 abril 2010

Mig e Meg Homenageiam os Índios da Nação Brasileira!

Sexta feira passada, dia 16 de abril, tivemos a presença de um índio que veio orar e abençoar o trabalho da editora. Na reserva ele é conhecido como “pastor LAURO”. Todos ficaram muito impressionados e gratos a Deus pela simplicidade e pelo amor demonstrado por esse irmão, da tribo Kaingang, próximo a Mangueirinha, Paraná. Naquela mesma manhã ele estava desejoso de voltar logo para a reserva, onde as festividades para o dia do índio estavam sendo preparadas.

Queremos homenagear nossos índios, e colocar aqui no blog a letra da canção TRIBOS, da Cantata Natal Brasileiro.

Nesta cantata, um grupo de gaúchos percorre o território brasileiro, viajando do Rio Grande do Sul até Belém do Pará, um paralelo com os reis orientais da historia do NATAL, que do Oriente viajam até Belém da Judéia, pra ver o menino Messias. Por todos os estados pelos quais esses viajantes gaúchos passaram, não puderam deixar de perceber a memória tupi-guarani estampada por todas as partes, nos nomes das cidades, das plantas, dos frutos, nas feições faciais de boa parte do povo brasileiro.

TRIBOS
Ana Luiza de Geus, e Ismael Scheffler

Ivaiporã, Piratuba, Iguaçu, Jaú
Araparica, Guará
Tucunaré, Arapuca, Mandioca,
Carioca, Abaré, Curumim

Os nossos índios também fazem parte
De muito o que existe entre nós
Tantas palavras, costumes, histórias
Tão próprias do nosso Brasil

Ianomami, Xavante, Jaminauá
Jeripancó, Aticum
Tapirapé, Parintim, Pataxó, Botó
Paracanã, Suruí

Os nossos índios também fazem parte
De muito o que existe entre nós
Cuida, Senhor, dos irmãos da floresta

Abençoa essa nossa nação
Abençoa essa nossa nação
Abençoa essa nossa nação



2 comentários:

Marcia disse...

Parabéns! ótimo post!E parabéns pros nossos irmãos indígenas, pelo seu dia, 19 de abril.

Nívia disse...

Oi! Estou planejando para o natal deste ano (2010) em minha igreja, o Natal brasileiro. Ouvindo as músicas desta cantata, observei na música TRIBOS, ao cantar a última linha da primeira estrofe, as palavras carioca e abaré, juntas, entende-se, cabaré. Gostaria da ajuda de vcs para mudarmos essa parte, trocando as palavras, pois a pronúncia, não fica bom cantarmos assim. Obrigada pela atenção.